Começa topografia de área que receberá novo hospital

Começaram ontem os trabalhos de levantamento topográfico da área em que será construído o Hospital Regional de Ponta Grossa. O secretário municipal de Planejamento, José Ribamar Krüger, esteve na área – que está dentro do Campus da UEPG, em Uvaranas – e conversou com um engenheiro da empreiteira contratada para executar a obra. De acordo com o titular da secretaria de Planejamento, já chegaram também ao local da obra alguns dos contêineres com parte dos equipamentos que serão utilizados na construção do hospital. Segundo Krüger, a expectativa do município é que as obras sejam iniciadas em poucos dias. Ele assegura que o governo municipal espera que o ritmo a ser empregado nos serviços “seja forte” para que o prazo contratual seja mantido. Isso porque, lembra o secretário, o que foi estabelecido em contrato é um prazo de 540 dias a contar do 10o depois da assinatura do contrato. Assim sendo, o tempo para a execução da obra já está correndo.

Já está aberto prazo para fazer carteira de estudante

Foi aberto ontem o prazo para confecção e renovação dos bilhetes eletrônicos para estudantes, que substituem as antigas carteirinhas de acesso ao sistema de transporte coletivo. De acordo com Luiz Eduardo Lemes, chefe da Divisão de Fiscalização Viária, da Secretaria Municipal de Planejamento, os estudantes terão entre até o dia 11 de março – impreterivelmente – para obter o cartão que dará direito a usar o sistema gratuitamente durante o ano letivo.

BALANÇO - Meio Ambiente reforça fiscalização

A ampliação da estrutura de conservação e fiscalização ambiental no município de Ponta Grossa, durante o ano de 2006, teve um reflexo direto no combate às ações prejudiciais ao meio ambiente. Segundo levantamento do Departamento de Meio Ambiente, órgão da Secretaria Municipal de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, só em 2006 foram expedidas 115 notificações, numa média de 9,5 ao mês. Nos anos anteriores, a média anual não chegava a 15 notificações. O aumento expressivo, explica o diretor Paulo Barros, foi causado pela melhoria no sistema de fiscalização, que flagrou situações como corte ilegal de árvores, despejo irregular de resíduos (orgânicos ou de construção civil), aterros clandestinos, movimentação irregular de terra e até um caso de crueldade contra animais, em que um cidadão explodiu um cachorro, atando-o a fogos de artifício. Um número razoável de notificações também foi expedida contra proprietários de imóveis sem conservação, especialmente durante o período de seca, e ainda os que permitiram ou atearam incêndios, tanto na zona urbana quanto na área rural. Paulo Barros revela que também foram notificadas empresas que não contavam com licenciamento ambiental ou que estavam funcionando irregularmente. O caso mais chamativo ocorreu no mês de dezembro: fiscais do Departamento de Meio Ambiente flagraram um cidadão que instalou no próprio quintal uma “fundição” artesanal de latas de alumínio, procedimento de elevado risco e grande impacto ambiental.

Ruas do centro são recapadas

Equipes de trabalhadores da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos estão executando serviços de recapeamento asfáltico com concreto betuminoso usinado a quente em diversas ruas do anel central da cidade. As obras, explica o secretário Olímpio Malucelli Filho, são resultado da determinação do prefeito Pedro Wosgrau Filho em agilizar a pavimentação das ruas da cidade, e recuperar os trechos em que o pavimento foi degradado, em função da falta de manutenção ou do tráfego mais pesado.

Governo toma recursos do BID para pavimentar 30 km de ruas

O governo municipal está finalizando as tratativas com uma missão de técnicos do Banco Interamericano de Desenvolvimento, para concluir um financiamento no valor de US$ 7,5 milhões. A missão do BID, que está em Ponta Grossa desde a última quarta-feira, permanece na cidade até hoje, mantendo encontros com o corpo técnico da administração, para estabelecer as bases do contrato. O prefeito Pedro Wosgrau Filho revelou que com esses recursos será possível pavimentar 30 quilômetros de linhas de ônibus, ou “o equivalente a 50% de nossas necessidades atuais”. Diferentemente de outros investimentos dessa ordem, o financiamento obtido pelo município junto ao BID dispensa intermediários: a prefeitura de Ponta Grossa candidatou-se ao financiamento e, como já dispõe dos projetos técnicos adequados, habilitou-se a receber os recursos. O aval é da Secretaria do Tesouro Nacional, sem qualquer ingerência de outros órgãos federais ou estaduais. Toda a administração das obras também ficará a cargo da prefeitura de Ponta Grossa.

Reajuste da VR é imposição da Lei de REsponsabilidade Fiscal

O prefeito Pedro Wosgrau Filho explicou nesta quarta-feira que não houve – ao contrário do que foi divulgado em diversos veículos de comunicação da cidade – uma decisão sua pelo reajuste da taxa de embarque na Estação Rodoviária Municipal, na virada do ano. O prefeito explica que a taxa de embarque, assim como diversas outras taxas cobradas pelo município, inclusive multas ambientais, por exemplo, são vinculadas a um indicador fixo, o Valor de Referência. De acordo com o Código Tributário Municipal, esse valor é reajustado anualmente, no dia 1o de janeiro, com base no menor índice apurado entre o IPCA do IBGE ou o IGP-M, acumulado no exercício anterior (no caso, 2006) e de modo automático. Assim, o que houve foi apenas um reajuste do Valor de Referência, que refletiu em todas as taxas cobradas pelo município. Não existe, reforça Wosgrau, nenhum ato oficial do prefeito reajustando a taxa de embarque, como erroneamente foi publicado. O chefe do Executivo municipal lembra que esse reajuste anual obedece a uma imposição da Lei de Responsabilidade Fiscal. Assim, a não aplicação do reajuste legal ao Valor de Referência – e por extensão a todas as taxas cobradas pelo município – configura renúncia de receita e desobediência à Lei de Responsabilidade Fiscal, deixando o prefeito pessoalmente obrigado em tese a ressarcir os cofres públicos em função de tal medida.

PG fecha o ano livre da dengue

Durante todo o ano de 2006 – pelo menos até o dia 28 de dezembro – não foi registrado um único caso de dengue em Ponta Grossa. Os registros da coordenação local do Programa Nacional de Combate à Dengue mostram, no entanto, que o principal vetor da doença, o mosquito aedes aegÿpti, está presente em diversas regiões de Ponta Grossa. Conforme o coordenador regional, veterinário Leandro Monteiro Inglês, quatro localidades da cidade foram ‘positivadas’. Isto é, em quatro regiões, os fiscais do programa encontraram larvas ou o mosquito já adulto. Pior: dessas quatro regiões, em três delas houve pelo menos dois casos. Porém, apesar da presença do mosquito, a situação é muito melhor do que a verificada em 2005. Naquele ano, conforme consta nos registros da saúde, o mosquito ou suas larvas foram encontradas em mais de uma dúzia de localidades, inclusive na região Central de Ponta Grossa. “Está bem melhor este ano, sem dúvida”, atesta Leandro, lembrando que as ações preventivas adotadas pela própria comunidade, em atendimento às orientações das autoridades, foram suficientes para fazer frente a essa ameaça.

Mais de 109 000 imóveis vão pagar IPTU em 2007

Começam a ser entregues no próximo dia 2 os 109 059 carnês do IPTU lançados este ano. Os carnês foram entregues ontem e já estão sendo organizados, no Centro de Distribuição montado pela Secretaria Municipal de Finanças no antigo prédio da Afepon, na rua Reinaldo Ribas Silveira, esquina com Visconde de Taunay, em frente ao edifício-sede da administração municipal. De acordo com o secretário municipal de Finanças, Ângelo Mocelin, o contribuinte que optar pelo pagamento à vista terá prazo até dia 22 de janeiro para quitar o carnê, obtendo desconto de 20% sobre o valor lançado do Imposto – mas não das taxas de serviços públicos. Quem optar pelo pagamento parcelado, terá o vencimento da primeira no dia 8 de fevereiro e o da 10ª no dia 8 de novembro.

Governo usa estrutura própria para obras de pavimentação

Resultado da determinação do prefeito Pedro Wosgrau Filho em agilizar o processo de pavimentação das ruas da cidade, reduzindo drasticamente o déficit histórico registrado em Ponta Grossa, equipes da própria prefeitura municipal, assim como fazem em turnos equipes da Companhia Pontagrossense de Serviços, atuam sem descanso em obras de pavimentação. Nestes dias, homens e máquinas estão trabalhando para efetivar a ligação asfáltica da rua Ermelino de Leão com a avenida dos Vereadores. O trecho, até então com revestimento primário (terra), está recebendo tratamento adequado e será pavimentado com concreto betuminoso usinado a quente, segundo o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Olímpio Malucelli Filho. O trecho tem trezentos metros de comprimento e uma área total de 2 100 metros quadrados, alcançando da rua Ricardo Wagner até a alça da rotatória na própria Avenida dos Vereadores.

Habitação terá novos investimentos em 2007

O prefeito Pedro Wosgrau Filho anunciou ontem (terça-feira, 26) que o governo municipal projeta investimentos de impacto para a área de habitação, já no início de 2007. Segundo Wosgrau serão iniciadas no primeiro trimestre as obras de implantação de um novo loteamento, próximo ao Centro de Eventos, disponibilizando nada menos de 800 novos lotes urbanizados. A previsão é de que essas centenas de novos lotes sejam instalados ainda no primeiro trimestre do próximo ano. Os prazos de licitação para instalação da rede de água e para a instalação da rede de energia elétrica obedecem a um cronograma que, lamenta Wosgrau, “infelizmente não é tão ágil como nós gostaríamos”. Até agora, entre imóveis – lotes urbanizados e casas prontas – já entregues, em andamento ou já com financiamento autorizado pela Caixa Econômica Federal, a Prolar, a Companhia de Habitação de Ponta Grossa, contabiliza um total de 3 500 unidades habitacionais, numa marca que supera todas as demais iniciativas nessa área. Além disso, dois novos processos estão em andamento na Caixa Econômica Federal, para a construção de quase 400 novas casas populares. Esses dois contratos, um prevendo 310 e outro 66 novas moradias para a população de Ponta Grossa, devem ser assinados entre o governo municipal e a Superintendência Regional da Caixa Econômica em poucos dias. O presidente da Prolar, Raul Paulo Netto, diz que a expectativa da administração é implantar, ao final dos quatro anos de governo, o maior programa de habitação popular da história de Ponta Grossa, superando inclusive os números avantajados da primeira gestão de Wosgrau Filho (1989-92).

Natal Iluminado

Este ano deu-se o início de uma iluminação material em nossas ruas e praças, com lâmpadas especiais que transformam a escuridão em dia claro e com uma decoração natalina com luzes e arte... é o nosso NATAL ILUMINADO!

Cidade ganha Centro do Idoso em 2007

No próximo ano, Ponta Grossa passará a contar com um grande Centro do Idoso, com a incorporação de um grande complexo de condicionamento fixo, adicionado à estrutura já existente na praça Getúlio Vargas. O anúncio foi feito na tarde de ontem pelo prefeito Pedro Wosgrau Filho, durante discurso que marcou a inauguração da nova sede administrativa da Fundação de Assistência e Promoção ao Idoso (FAPI) e também a entrega da reforma e ampliação do Centro de Geriatria “Alceu Schüli Teixeira”. Em companhia de vários secretários e dirigentes de entidades municipais, Wosgrau disse que além da entrega das duas unidades, na tarde de ontem – as últimas solenidades desse tipo em 2006 – ele queria convidar a todos para voltar ali em 2007, para a inauguração do Centro do Idoso. “Hoje inauguramos duas obras, mas vamos fazer muito mais pelos idosos. Vamos transformar toda essa área num Centro de atenção ao idoso, de atenção à saúde do idoso, garantindo melhores condições de vida a esses cidadãos”. O novo centro, entre outros equipamentos, contará com sala de musculação e áreas de convivência e de lazer. O chefe do Executivo também mencionou que assim como aplica recursos na qualidade de vida dos cidadãos de Terceira Idade, está investindo na saúde, e pesado: “prometi que iria acabar com as filas na saúde. Chegaram a dizer que eu só falei isso tomado pela emoção, mas não foi. Falei com a razão. Vamos sim acabar com todas as filas na saúde, que sejam de responsabilidade da prefeitura. Não falei isso para ganhar voto. Falei isso porque pretendo de fato resolver o problema da saúde em Ponta Grossa”. A cidade, garantiu Wosgrau, “tem que passar a dispor de um sistema de saúde digno”. Ele mencionou a retomada da operação de um equipamento de oftalmologia, que havia sido comprado ainda no seu primeiro mandato como prefeito (1989-92), “e que estava jogado, sem utilização”. Agora o equipamento funciona no Centro de Geriatria, que disporá também de médicos especialistas para atender aos idosos. “Em 2007”, avisou Wosgrau, “vamos ter grandes realizações, grandes obras, inclusive para os idosos. Uma dessas obras será a piscina semi-olímpica que vamos construir, num moderno complexo esportivo, nas proximidades do Fórum”. O governo, disse o prefeito, “se empenha para que os idosos tenham o melhor atendimento, as melhores condições de vida e o reconhecimento que merecem”.

Fim de Ano - Vigilância Sanitária alerta para cuidados com os alimentos

O preparo das ceias de Natal e Ano Novo requer alguns cuidados essenciais na hora da compra, conservação e manipulação dos alimentos. O alerta é feito pela Vigilância Sanitária de Ponta Grossa. “Em virtude do verão, é necessário que as pessoas redobrem a atenção”, ressalta a coordenadora da Vigilância, Rosana Faraht. Segundo ela, esses cuidados são importantes para evitar casos de contaminação ou intoxicação alimentar.

Parceria viabiliza barracão de reciclagem na Nova Rússia

Uma parceria entre a Prefeitura de Ponta Grossa, através da Secretaria de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, e a Ação Social Nossa Senhora do Pilar, viabilizou a inauguração do quarto barracão de triagem de material reciclável do Programa Municipal de Coleta Seletiva ‘Renda do Lixo’. A inauguração foi realizada na tarde desta quinta-feira (21), com a presença do prefeito Pedro Wosgrau Filho, dos secretários municipais de Agricultura, Abastecimento e Meio Ambiente, Laertes Bianchessi, e de Assistência Social, Edilson Baggio, do bispo Sérgio Braschi, do padre Jesus, da Igreja Nossa Senhora do Pilar e do vereador Albino Szesz, representando a Câmara Municipal, além de lideranças da comunidade. O barracão, localizado no Jardim Monte Carlo, foi repassado para a Associação de Catadores de Material Reciclável do bairro da Nova Rússia – Acamaru.

Prefeito Wosgrau reúne-se com representantes de associações de moradores para reforma de campos

O prefeito Pedro Wosgrau Filho, o secretário Carlos Roberto Ferreira, dos Esportes e Recreação do Município, e vereadores, estiveram reunidos com representantes de 34 associações de moradores, quarta-feira (27), no Cine-Teatro Ópera, para definir os últimos detalhes em relação aos projetos de reforma dos campos de futebol nos bairros de Ponta Grossa. Com investimento da ordem de R$ 100 mil, a expectativa é de que ainda durante o primeiro semestre de 2007 estes locais estejam com plenas condições de uso.

Páginas

Subscrever Prefeitura Municipal de Ponta Grossa RSS