DESTAQUE: Ponta Grossa tem gestão pública entre as melhores do Brasil

por Rafisa Ramos
 
Lista contendo os 100 melhores gestores públicos do Brasil é divulgada e Ponta Grossa é a 22ª cidade no ranking. A pesquisa foi feita através da União Brasileira de Divulgação e avalia os primeiros 210 dias da gestão pública nos itens qualidade de vida, infra-estrutura e transparência pública.   
“Este reconhecimento mostra que nossa gestão está no caminho correto. Vamos seguir trabalhando para garantir cada vez mais qualidade de vida para a população de Ponta Grossa. Quem sai ganhando com este prêmio é a comunidade em geral”, diz o prefeito, Marcelo Rangel.
Contrariando a tendência da política tradicional, o prefeito Marcelo depositou na Educação os principais investimentos de sua gestão, demonstrando que a pasta traria resultados imediatos para a população, não somente a longo prazo – quando a aposta se fará ainda mais relevante. Desde 2013, a Prefeitura de Ponta Grossa já investiu mais de R$ 84 milhões somente na infraestrutura dos CMEIs e escolas municipais. Foram construídas 15 unidades escolares 100% novas e outras 44 foram reformadas ou ampliadas. Neste momento, mais 25 unidades escolares estão em obras.
"Ponta Grossa fez sua opção pela escola pública de qualidade e nós estamos conseguindo provar que isso é possível em nosso país, com muito empenho dos nossos educadores. A cada dia nossa cidade é agraciada com um novo título, um novo reconhecimento vindo do poder público, da sociedade civil organizada, ou dos pais dos nossos alunos", destaca Rangel.
Com estes e outros investimentos na Educação, foi possível colocar em prática o projeto de Educação Integral desejado pelo prefeito. Para se ter uma ideia, desde o início de 2013, a Prefeitura ampliou em 48% as vagas na Educação Infantil integral. Para 2018, todos Centros Municipais de Educação Infantil serão 100% integrais. No Ensino Fundamental, o crescimento foi ainda mais impressionante. As vagas integrais passaram de apenas 390 para mais de nove mil. Graças a estes investimentos, a Prefeitura cumpriu rapidamente duas metas: A primeira foi colocar na escola todas as crianças a partir dos 4 anos de idade (meta que estava prevista nos Planos Nacional e no Municipal de Educação apenas para 2022), a segunda, colocar mais de 50% das crianças estudando em Tempo Integral.
O crescimento de Ponta Grossa não se resume em apenas a uma área. Na Saúde também é possível destacar grandes avanços nos últimos anos, com mais de 22 Unidades Básicas de Saúde (UBS) reformadas e ampliadas e ainda sete UBS novas. As Equipes de Saúde da Família (ESF) mais que dobraram, passaram de 40 para 81. Já as contratações bateram recorde e somam aproximadamente 1000 novos profissionais capacitados para atender a população. Serviços de urgência e emergência também ganharam destaques, com implantação de Unidade de Pronto Atendimento para adultos e crianças com atendimento 24h.
“As parcerias com Governo Federal foram essências para que conseguíssemos alcançar toda essa evolução na saúde primária e de emergência. Investir em qualidade de vida é demonstrar o comprometimento da gestão pública com a população. Quero e vou continuar sempre priorizando a Saúde em meu governo”, ressalta o prefeito.
Na área de infra-estrutura é possível destacar que apenas este ano foi consolidado pelo menos meio bilhão de reais de investimentos no comércio e na indústria. Envolvendo todas as obras municipais entregues e em execução neste ano, o total quase chega a cem. “São números extremamente expressivos para o momento que o Brasil está passando, pois mostram que não só Ponta Grossa está em pleno desenvolvimento, como esse crescimento é estável e reflete em todos os setores a curto, médio e longo prazo”, comenta Rangel.
Estes avanços e investimentos foram todos detalhados durante as audiências públicas de prestação de contas realizadas ao longo do ano de 2017. Entre os números apresentados publicamente estiveram os investimentos em áreas fundamentais, como a aplicação de 23% do orçamento na área da Saúde, superior aos 15% mínimos exigidos, e 22% dos recursos na área da Educação. Além disso, em 2015, Ponta Grossa ficou em primeiro lugar no ranking de transparência, após uma auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado do Paraná em parceria com seis universidades estaduais. A cidade ficou entre os três municípios que atendem mais de 50% das exigências da lei de transparência. Este ano, no ranking da transparência elaborado pela Controladoria Geral da União, o Município se destacou na 14ª posição, entre os 399 municípios paranaenses.
“O Portal da Transparência disponibiliza todas as operações realizadas pela prefeitura para que a população tenha acesso, como nossos investimentos e despesas. A gestão ainda trabalha para garantir transparência ainda maior com outras ações, como a divulgação dos débitos inscritos em Dívida Ativa e a transparência sindical”, finaliza o prefeito.