Secretaria de Agricultura estuda implementação de uma Central de Abastecimento na área de alimentos

Por Ana Bitencourt Maravieski 
 
Secretário e técnicos da SMAPA participaram de reunião para a apresentação dos aspectos técnicos em relação ao empreendimento
 
Na manhã desta quarta-feira (13) a Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SMAPA) realizou uma reunião para apresentar ao prefeito Marcelo Rangel e ao Secretário de Governo, Maurício Silva, como funciona uma Central de Abastecimento alimentícia. Os técnicos da SMAPA também participaram do encontro e puderam entender aspectos técnicos do funcionamento do local e como poderia ser feita a instalação deste empreendimento na cidade de Ponta Grossa.

Valério Borba foi o consultor técnico que mediou a reunião, com mais de 40 anos de experiência na área, Borba apresentou informações e possibilidades da realização da Central que atendesse ao município e a região dos Campos Gerais. “Eu forneci dados em relação às possibilidades de instalação nos Campos Gerais, porque a região comporta esse empreendimento e isso pode trazer o desenvolvimento agroalimentar de Ponta Grossa e região”, comenta.

Borba ainda reitera a expectativa em relação a Central de Abastecimento. “A ideia é um local que disponibiliza espaços para empresas atacadistas do ramo alimentar, que trabalhem com frutas verduras e legumes, e também que apresentem uma vocação a outros produtos, como cereais, por exemplo”, é o que espera o consultor.

O Secretário Ivonei Afonso Vieira que fez o convite ao consultor para realizar a reunião, acredita no potencial da instalação da Central na cidade. “Foi uma conversa muito agradável e positiva em relação a como se dá o funcionamento do empreendimento. Pudemos formar até uma ideia de como seria uma Central de Abastecimento dos Campos Gerais, que não teria só os produtores do município de Ponta Grossa, mas também os empresários das áreas rurais e de outras áreas, que poderiam participar, promovendo, assim, uma condição para que os produtores regionais possam aumentar a sua produção, com isso, a sua renda e o lucro em sua propriedade”, expõe Vieira.

O Prefeito Marcelo Rangel também tomou conhecimento sobre a ideia da instalação do empreendimento na cidade. “A visita do consultor fez com que avaliemos novas possibilidades para o desenvolvimento agroalimentar de Ponta Grossa e região. A Central de Abastecimento irá beneficiar não apenas o produtor rural, mas sim, todos as áreas ligadas a agricultura, pecuária e até mesmo empresas que queiram instalar seu negócio no local. O estudo ainda é inicial, se concretizado nos colocará no patamar de grandes cidades do país”, finaliza Rangel.