Aeroporto Sant’Ana completa um ano de aviação comercial

Por Millena Sartori
 
Cerca de 20 mil passageiros já passaram pelo PGZ por voos regulares
 
Conhecida por ser um importante entroncamento rodoferroviário, desde o ano passado Ponta Grossa também conta com um aeroporto ativo, que além de suportar aeronaves executivas, aeromédicas e dispor de aeroclubes também possui aviação comercial, que há exatamente um ano liga o município ao maior centro econômico brasileiro com voos regulares para Campinas (SP).
 
Desde 13 de outubro de 2016 a empresa Azul Linhas Aéreas opera no Aeroporto Municipal Comandante Antonio Amilton Beraldo, também conhecido como Aeroporto Sant’Ana. A aviação comercial foi responsável por mais de 57% dos passageiros que utilizaram o aeródromo desde a sua reinauguração, já que transportou cerca de 20 mil do total de 35 mil passageiros que decolaram ou pousaram no aeródromo ponta-grossense desde junho do ano passado.

O secretário municipal de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Carbonare, destaca que o investimento feito no local, de R$ 10 milhões, já está retornando para a cidade ao colocá-la em evidência no mapa aéreo. “O aeroporto é um vetor de desenvolvimento, que descomplica a comunicação entre as pessoas, o turismo, os negócios e atrai novos investidores por ser um facilitador”, aponta Carbonare, que lembra que o Sant’Ana continua com avanços.

“Já estamos com a Estação Prestadora de Serviços de Telecomunicações e de Tráfego Aérea (EPTA) instalada, apenas aguardando as autorizações dos órgãos reguladores nacionais para que ela comece a operar”, conta o secretário, referindo-se à instrumentalização dos voos que irá apoiar a navegação aérea transmitindo informações para as aeronaves que estão no ar e, assim, diminuindo o número de voos alternados devido às más condições climáticas, por exemplo. Em meados de setembro ele esteve em órgãos do Ministério da Defesa para apresentá-la e tentar agilizar o processo.

Já o prefeito Marcelo Rangel lembra que há projetos tramitando para aumentar a infraestrutura do Sant’Ana, desde o terminal de passageiros até a ampliação da pista - de forma que ele tenha condições de receber aeronaves maiores. “Apresentamos um projeto de R$ 40 milhões para o Ministério dos Transportes, que propõe melhorias e ampliações para o Aeroporto Sant'ana. Os recursos estão assegurados no Plano Plurianual (PPA), mas nós queremos mais rapidez na liberação para atender à demanda da nossa população e dos investidores que confiam no potencial da nossa cidade”, pontua o prefeito.