EDUCAÇÃO: Prefeitura abre a Feira do Livro e comemora 50 anos da Secretaria

Rodrigo K. Silva
Fotos: Vando Padilha
 
Prefeito Marcelo Rangel lançou selo comemorativo dos 50 anos da Secretaria Municipal de Educação, durante a cerimônia de abertura da Feira do Livro, no Parque Ambiental

Uma grande estrutura já está montada no Parque Ambiental e recebendo o público para mais uma edição da Feira do Livro em Ponta Grossa. A feira, um estímulo para a formação de novos leitores, ocorre dentro da programação do V Congresso Municipal de Educação, o qual também contempla o VII Festival Literário. A programação começou neste feriado da Independência e segue com várias atrações pedagógicas, culturais e artísticas até o aniversário da cidade, no dia 15 de setembro.
 
A abertura oficial, realizada pelo Prefeito Marcelo Rangel e pela Secretária de Educação Esméria Saveli, teve a presença do deputado federal Sandro Alex, de Fernando Durante – presidente da Fundação Cultural, parceira do evento – da secretária de Assistência Social, Simone Kaminski, e de secretários municipais, além de representantes dos Correios.
 
Para o prefeito, o evento é também um presente para os cidadãos, além de uma realização para esmerar o trabalho dos professores. “Trata-se de um evento grandioso, que celebra todo o grande investimento em Educação que a Prefeitura está realizando, com o objetivo de fazer crescer cada vez mais a nossa cidade. Este é o maior congresso do Brasil, e a Educação em Ponta Grossa já é de primeiro mundo”, considera o prefeito Marcelo.
 
O deputado Sandro Alex também recepcionou o público no Parque Ambiental e fez um elogio aos professores do município. “Temos trabalhado muito para obter recursos em Brasília para a Secretaria de Educação de Ponta Grossa e apoiar o desenvolvimento da nossa educação, mas o sucesso desta gestão se dá, sobretudo, pela competência dos professores e da equipe da Secretaria, tendo à frente a professora Esméria”, declarou Sandro Alex.
 
Conforme a secretária Esméria Saveli, a Feira é parte da política pública municipal para a formação de novos leitores. “A escola, sozinha, não é capaz de formar leitores. É preciso, também, encantar o púbico, as crianças, para que tenham a literatura e os livros como amigos e parceiros de seu desenvolvimento pessoal e intelectual, de maneira permanente. Não se faz um país, uma cidade, sem leitores”, acredita a professora.
 
Livros e outras atrações
A Feira do Livro ficará aberta diariamente, das 9h às 21 horas. Em 10 estandes de livrarias e editoras, estarão disponíveis para o público milhares de títulos, especialmente da literatura infanto-juvenil – mas há publicações para todos os públicos. Os estandes estão disponíveis na Estação Arte. Ao lado, em palcos montados no Parque Ambiental, estão diversas apresentações artísticas, contações de histórias e outras opções culturais.
 
SME completa 50 anos
Durante o evento a Prefeitura e a SME lançaram um selo comemorativo dos 50 anos da Secretaria Municipal de Educação, o qual foi oficializado pelos Correios. A peça irá selar correspondências da Secretaria e estará à disposição de colecionadores. “Trata-se de uma oportunidade de reconhecer tantos serviços prestados por professores, secretários, intelectuais e gestores. Todos eles têm uma parcela de contribuição à nossa comunidade”, diz a secretária Esméria.
 
Fundada em 1967 na gestão do prefeito Plauto Miró, a SME completou cinco décadas de apoio ao desenvolvimento da cidade, conta a professora Maristela Iurk, responsável pelo resgate histórico. “Neste momento é muito importante levantar este histórico, como forma de preservar a memória da nossa educação e das pessoas que passaram por ela. São muitos os professores que dedicaram sua vida pela causa da educação em nossa cidade”, aponta a professora Maristela.