Prefeitura recebe relatório que mostra Resultados econômicos do município

A Prefeitura Municipal recebeu hoje um relatório de estudo da Comissão de Indústria, Comércio, Emprego e Renda da Assembleia Legislativa do Paraná. O relatório é resultado de um mapeamento feito em sete municípios do Estado e que apresenta um diagnóstico da situação do emprego em cada município.
De acordo com o assessor da Comissão, Antônio Laroca Neto, o documento abrange vários aspectos relativos ao mercado de trabalho. São vários dados, que vão da relação de gênero à faixa etária, situação de acordo com cada setor econômico, renda, entre outros. O estudo deve ser ampliado, na sequência. O objetivo é atingir em torno de 50 municípios paranaenses. O estudo foi recebido pelo chefe de gabinete da Prefeitura, Alessandro Lozza de Moraes, pelo secretário de Indústria, Comércio e Qualificação Profissional, Paulo Henrique Carbonar e pelo diretor do Departamento de Qualificação Profissional, Victor Hugo de Oliveira.
Alguns destaques do documento são significativos. Um deles é o aumento da faixa etária. Ponta Grossa tem, hoje, 32% da população acima dos 65 anos. A partir disso é possível desenvolver projetos específicos para está faixa, conforme destacado na reunião.
Ponta Grossa apresenta, entre outros aspectos positivos, a queda da diferença de salário entre homens e mulheres. Hoje a média salarial do município é de R$ 2.114,00. A média masculina é de R$ 2.273,00 e das mulheres de R$ 1.895,00. Segundo o assessor da Comissão, trata-se de um dos melhores índices do Paraná. As mulheres também apresentam melhor índice de escolaridade do que os homens. Além disso, aumentaram a presença no mercado de trabalho. Em 2007 elas eram 36% da mão de obra local. Hoje representam 41%.
Cartonar considera o estudo importante, pois permite que se tenha um comparativo com outras cidades e mostra que Ponta Grossa está em um excelente momento. “Ficamos felizes com o trabalho de nossos representantes na Assembleia”, destaca. A partir de uma análise do documento, o secretário diz que podem ser direcionados trabalhos da Secretaria.