Fundação de Cultura levará escritores locais para bate-papo com alunos do EJA

Por Luana Caroline Nascimento
 
     Na próxima terça-feira, dia 25, a Escola Municipal General Aldo Bonde, no Conjunto Residencial Lagoa Dourada, abre as portas para a primeira edição do projeto Vivências Literárias. A iniciativa inédita da Prefeitura de Ponta Grossa, por meio da Fundação Municipal de Cultura, atinge o público docente e discente do Sistema Educação para Jovens e Adultos (EJA) e tem a parceria da Editora Estúdio Texto.
     O diretor do Departamento de Cultura, Eduardo Godoy, explica que o projeto visa oportunizar aos jovens e adultos do EJA conhecerem a literatura local através do contato entre público e autor. “A parceria com a Editora Estúdio Texto vem de encontro com nosso objetivo de divulgar os escritores locais e incentivar o interesse pela literatura ponta-grossense”, aponta. Quinzenalmente, os escritores irão às escolas públicas para ministrar palestras e oficinas, no período noturno.
     A primeira oficina do projeto será ministrada por Renata Regis Florisbelo, com o tema ‘Quem mexeu no meu Haicai?’. A atividade, de uma hora, terá duas rodadas de escrita com o objetivo de ensinar sobre o haicai e as características da escrita nessa modalidade. Na primeira parte, os participantes escreverão sobre temas livres e no segundo momento irão transformar os textos que foram escritos.
     Florisbelo acredita que a interação entre público e escritor é sempre enriquecedora e que o projeto permite ao autor instigar o interesse pela escrita e pela leitura no público. Para a escritora, a parceria com a Editora Estúdio Texto cumpre um papel de divulgação dos autores locais. “Entendo como primordial divulgar os autores da nossa região, valorizando a própria identidade dos Campos Gerais. A diversidade de autores oportuniza o exercício de escolha dos leitores encontrando a própria identidade e afinidade”, afirma Florisbelo.
     Renata tem 10 livros publicados. Atua como gestora da qualidade e meio ambiente em área fabril, integrando vivências empresariais com conceitos e práticas filosóficas e existenciais. É membra efetiva da Academia de Letras dos Campos Gerais (ALCG), como 1ª Ocupante da Cadeira Nº 6, e integra ainda a Academia Ponta-grossense de Letras e Artes e o Centro Cultural Professor Faris Michaele.